JORNADA de MEMÓRIA & ESPERANÇA

22/10/2021 | JORNADA MEMÓRIA & ESPERANÇA
------ cronograma das atividades ------

👉A Escola Secundária São Pedro associa-se à iniciativa de âmbito nacional “Jornada de Memória & Esperança”, através da realização, no dia 22 de outubro, de um conjunto de atividades, subordinadas
ao lema:

“A Pandemia aconteceu-nos a todos!
Vamos estar todos juntos”.



O Broas

Geologia no espaço envolvente da Escola Secundária São Pedro

Materiais e processos que podem ser estudados a partir das rochas das imediações da escola

No dia 6 de outubro de 2021, os alunos da turma D, de 10.º ano, da Escola Secundária São Pedro, acompanhados pela professora da disciplina de Biologia/Geologia, realizaram uma saída de campo, no espaço urbano de Vila Real. Esta saída foi realizada com o objetivo de compreender quais os materiais e processos geológicos que podem ser estudados a partir das rochas das imediações da escola.

O roteiro incluía várias paragens, tais como a Estátua “A menina a ler”, símbolo da Escola Secundária São Pedro; o espaço envolvente da Igreja do Bom Jesus do Calvário e miradouro; a rampa do Calvário; o Jardim da Carreira; a margem direita do rio Corgo e o Largo de São Pedro.

Assim, os alunos verificaram que a principal rocha que aflora nesta zona é o granito (Fig.1) mas que nas margens do rio Corgo existem algumas rochas sedimentares e outras metamórficas como o xisto, uma rocha com textura foliada que se forma em contexto de metamorfismo regional, com pressões orientadas e em regra relacionado com a orogénese (formação de montanhas).

As margens do rio possuem solos bons para a agricultura já que são muito espessos devido à deposição de sedimentos.

Também observaram que diversas rochas, nomeadamente o granito, estavam alteradas, algumas devido à oxidação da biotite e outras devido à erosão e meteorização que ocorreu ao longo do tempo. O granito de algumas zonas também apresentava formações posteriores à sua formação, como os micro-filões de quartzo e as diaclases (fig.2). Estas correspondem a fraturações naturais do granito, segundo as três direções do espaço (x, y, z) e que resulta do desaparecimento das rochas de cobertura que fazem diminuir a pressão.


Fig.1 – Granito  

   Fig.2 – Diaclase no granito



Fig.3 – Parte do Monte do Calvário


Na paragem da Igreja do Bom Jesus do Calvário, os alunos verificaram que esta foi construída sobre o ponto mais alto de Vila Real – o Monte do Calvário (Fig.3), de onde é possível ver parte da cidade bem como as montanhas do Marão e do Alvão.

Curiosidade: o nome Alvão está associado ao facto de o sol incidir na rocha e refletir a mancha branca da montanha, surgindo na sequência do aumentativo de alvo.

Nas diversas infraestruturas observadas, foram usados diversos tipos de granitos que afloram em diferentes zonas, tais como Constantim ou Vila Pouca de Aguiar, e algumas dessas rochas já apresentavam patologias como a arenização e encrustação de seres vivos.

Após esta aula de campo, os alunos verificaram que a cidade fica localizada numa zona de contacto entre rochas metassedimentares e magmáticas, cuja génese proporcionou uma grande diversidade de aspetos litológicos.

É de destacar que Vila Real é atravessada pela Falha Penacova-Régua-Verín (ZFPRV), o que faz com que na cidade existam vários patamares tectónicos de diferentes elevações, sendo que no patamar inferior estão encaixados os rios Corgo e Cabril.

Conclui-se que esta saída aumentou os conhecimentos dos alunos sobre a cidade de Vila Real e sobre a geologia presente nos espaços envolventes à sua escola.


Trabalho realizado por:

Alexandra Botelho nº 1;

Francisco Borges nº 4;

João Azevedo nº 8;

José Moreira nº 11



O Broas

Geologia na cidade de Vila Real

   A 6 de outubro do presente ano, alunos da Escola Secundária de São Pedro, em Vila Real, realizaram uma aula de campo, visitando locais bem conhecidos da cidade como a Igreja do Bom Jesus do Calvário, o Jardim da Carreira, o Largo de São Pedro e o leito do Rio Corgo.


Fig.1- Granitos de origem e constituição diferentes observados na Igreja do Bom Jesus do Calvário

A primeira paragem teve lugar na Igreja do Bom Jesus do Calvário, na área de maior altitude da cidade. Aí, os alunos puderam distinguir os diferentes tipos de granito utilizados na construção deste monumento, em regra pela sua cor mais avermelhada ou esbranquiçada, indicação de uma abundância ou escassez de minerais, tais como a biotite, o feldspato e o quartzo. Seguiu-se uma passagem pela Rampa do Calvário e pelo Jardim da Carreira onde os alunos tiveram a oportunidade de observar os seus portões, fontes e escadarias construídos em granito e o muro adjacente ao Monte do Calvário, constituído por algumas pedras retiradas da antiga muralha da cidade da Vila Velha.


Fig.2- Afloramento rochoso e diaclase observados a partir da Rampa do Calvário

Os estudantes prosseguiram, depois, para o Centro de Ciência Viva e para o leito do Rio Corgo, que se encaixa numa das maiores falhas geológicas do país, a falha Penacova- Régua-Verin, afetando a paisagem da cidade de Vila Real. Nesta zona de menor altitude, predominam as rochas metamórficas, como o xisto, e os terrenos tem grande aptidão agrícola. Visitaram também o Largo de São Pedro, um local que apresenta um conjunto de edifícios de grande beleza artística onde se pode ver a aplicação do granito. Destacam-se a Igreja de São Pedro e o Centro Cultural Regional de Vila Real.

A aula de campo terminou na Escola Secundária de São Pedro, com uma visita ao icónico símbolo da escola, a estátua “A Menina a Ler”.


Fig.3- Pedras observadas no muro adjacente ao Monte do Calvário


Fig.4- Igreja de São Pedro



Vila Real é um centro urbano integrado num marco geológico e tectónico de grande valor patrimonial, onde predominam rochas magmáticas, entre elas o granito, utilizado em construções e estatuária por toda a cidade. Também afloram rochas metamórficas como o xisto, com maior relevância nas margens baixas dos rios. Esta aula permitiu assim aos alunos descobrir um pouco mais da história geológica, e da origem da paisagem.

 

Fig.5- Estátua “A Menina a Ler” 


Trabalho Realizado por:

Manuel Fernandes

Rafaela Ferreira

Lúcia Teixeira

Leonor Peixoto



O Broas

ACADEMIA DIGITAL PARA PAIS - 2.ª edição

ACADEMIA DIGITAL PARA PAIS


Preparado para o mundo digital?
O Programa Academia Digital para Pais é uma iniciativa da E-REDES em parceria com a Direção-Geral da Educação, que dá a possibilidade aos pais e aos encarregados de educação de frequentar ações de formação promotoras de competências digitais.
Mais informações junto do Diretor de Turma.





O Broas

Espanhol | Día de la Hispanidad

No dia 12 de outubro, pintamos a nossa escola com as cores do dia da "Hispanidad".







O Broas

DIA MUNDIAL DA SAÚDE MENTAL | 10 de outubro



O Dia Mundial da Saúde Mental, celebrado a 10 de outubro, visa chamar a atenção pública para a questão da saúde mental global, e identificá-la como uma causa comum a todos os povos, ultrapassando barreiras nacionais, culturais, políticos ou sócio-económicas. Combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica é outro dos objetivos do dia.

Esta data foi criada em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental (World Federation for Mental Health).

#escolasecundariasaopedro

O Broas
Powered by Blogger